18.7.14

3 trilhas sonoras para dias nublados


Eu adoro trilhas sonoras. É uma parte marcante do filme para mim e tão importante como a fotografia e o roteiro. Sempre que eu posso, faço algum comentário sobre as trilhas sonoras dos filmes que acho interessante (lembram que eu falei da trilha sonora dos filmes NebraskaInto the Wild e Away we go, por exemplo?).

Hoje resolvi falar de três trilhas sonoras que marcaram minha vida, e também que são ótimos para dias como hoje, nublados e chuvosos. Todas têm estilos bem diferentes entre si, mas que dizem bastante sobre mim — e sobre meu  gosto musical. Dependendo de como está meu humor no dia, eu simplesmente ligo qualquer um desses álbuns e meu dia muda completamente! Organizei os filmes por ordem cronológica, mas você pode simplesmente ouvir em qualquer ordem, que vai ser uma experiência igualmente incrível! Então vai lá fazer um chá e bora?

The Wall (1982)

Esse filme é especial para mim. O disco de mesmo nome da banda Pink Floyd é um dos meus preferidos da vida, e o filme teve um impacto em mim tão grande quanto o álbum. A música já é forte, imagina o filme? Aliás, é um longa que mistura live-action e animação de visual de alto impacto. O filme fala de guerra, política, a relação que temos com nossas crianças, com nosso dinheiro e com nossa cidade. É um must see para qualquer pessoa na Terra (ainda mais as que gostam de rock clássico)!


When Harry Met Sally (1989)

Essa é uma comédia romântica açucarada e fala de dois amigos que tem uma amizade duradoura e, quando chegam na meia idade, se descobrem apaixonados! A história pode parecer boba, mas é ótimo de assistir, e tem uma personagem feminina forte (além daquela famosa cena dos orgasmos falsos na lanchonete, quem lembra?). A trilha sonora é de-li-ci-o-sa! Para quem gosta de jazz, é um prato cheio.


Beginners (2009)

Um dos meus filmes preferidos da vida, tem dois dos atores que mais gosto, um clima descontraído e melancólico de dois jovens adultos que ainda não se acharam em suas próprias vidas, mas acharam um ao outro e, por mais que no começo não soubesse como lidar com isso, o amor prevaleceu. O fato do pai do Oliver (Ewan McGregor), Hal (Christopher Plummer), se assumir gay aos 70 anos, é um plus na história. Muito agradável e reflexivo. A trilha sonora é muito muito muito difícil de achar por ai (já até tentei comprar na Amazon, sem sucesso), então eu tenho que ficar caçando as músicas no YouTube, mesmo. :/



Espero que vocês tenham gostado. Eu montei uma playlist no Rdio há pouco tempo e lá vou jogando o que eu acho interessante. Quem quiser acompanhar, fique a vontade. :)

Mas, me digam, quais são as soundtracks que vocês mais gostam?



4 comentários :

  1. Bom, geralmente quando a pessoa curte muito filme, ela também ama as trilhas kkkkk
    Eu amo com certeza!
    E te digo mais ainda, gosto muito da "música que não é músisa" srsrsrsrs, brinks, gosto muito da trilha incidental e em alguns filmes elas casam tão bem que pra mim é a melhor música.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, fiquei curiosa para saber mais dessa coisa de "música que não é música". rs
      Dá um exemplo ai pra gente! ;)

      Excluir
  2. Ahhh comm certeza vou procurar essa trilha que é cheia de Jazz, gostei muito das dicas! <3 e finalmente vim aqui pra comentar e acompanhar teu blog! coloquei o banner lá e abandonei hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Ingrid. Adoro muito trilhar de filmes, talvez eu faça disso um post periódico no blog. O que acha? Ah, e volte sempre que quiser! Eu visito sempre o Gosto de Canela! <3

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...